Only Lovers Left Alive. EUA, 2013.

1654211_608193162594761_496450095_n

Um dos filmes mais broxantes da temporada. Não acrescentou nada à mitologia vampiresca [talvez o picolé de sangue. hahaha]. São apenas vampiros deprês que curtem um indie rock mais sujinho. O Jim Jarmusch [de Coffee and cigarettes] só deu uma roupagem cool escurinha à mitologia que andava fuçadinha em tempos de Crepúsculo. Nem pra ter feito um vampiro mais filosófico como o de Abel Ferrara em The Addiction [meu filme vampiresco favorito].  Dizem que os estúdios não acreditaram de jeito nenhum no filme, que a Tilda Swinton que deu mó força pro diretor. Como já disse, só vale mesmo pela estética underground [uma Detroit decadentérrima!!!], mais trilha sonora esperta [o filme abre lindamente com Wanda Jackson] e Tilda Swinton e Tom Hiddleston em boa química como os vampiros protagonistas. E muito medo do aplique da Tilda neste filme, nada me fez mais medo que isto neste longa. E a vida eterna deve ser master tédio nos tempos de hoje mesmo mesmo mesmo, hein?

Avaliação: 3/5

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em cinema, Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s