Act of Killing. Dinamarca, 2013.

86065_gal

Não é um documentário pra se amar, mas é das coisas mais desconfortantes do ano.

Anwar Congo [na foto] e seus parceiros brincando de musical ou de filmes de gangsters, sendo que os mesmos são assassinos em massa contratados pelo governo da Indonésia para exterminarem milhões de comunistas desde que os militares foram destronados em 1965. Mas no país são celebs locais, quer algo mais controverso que isto? Eu assisti ao filme dividindo o mesmo em várias partes porque simplesmente eu não conseguia ficar encarando todo o circo durante tanto tempo [são quase duas horas de duração]. O que mais chama atenção ainda é a estética peculiar e forte do doc, com figuras tão desprezíveis brincando de artistas de cinema. Você fica com aquelas imagens povoando o seu imaginário por dias e pensando como a gente pode ser facilmente trapaceado pela mídia.

O diretor americano Joshua Oppenheimer passou oito anos filmando na Indonésia. Imaginem aí, oito anos convivendo com estas pessoas repugnantes? Palmas pra ele! E vários integrantes do staff das filmagens não foram creditados como forma de serem protegidos caso os ‘gangsters’ resolvessem recorrer à vingança.

Premiado no Festival de Berlin e tem saído em várias listas de melhores filmes do ano.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em cinema

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s