Van Gogh. França, 1991.

86065_gal

Bem que a Tainah disse… Tem que assistir Aos nossos amores e em seguida Van Gogh. Sandrine Bonnaire parte para os Estados Unidos no primeiro e Van Gogh chega em Auvers-sur-Oise neste. A personagem da Bonnaire só consegue amar durante o sexo, já Van Gogh parece que não consegue se conectar às outras pessoas. Um Van Gogh um tanto blasée este do Maurice Pialat. Quem rouba a cena é a virgem nada óbvia da Alexandra London. Onde brotam atrizes francesas tão maravilhosas? Sandrine Bonnaire, Isabelle Huppert, Marlene Jobert, musas incríveis do diretor. Pialat tem um tato [ou um trato?] para as atrizes, hein? E como eu já disse, o Van Gogh do Pialat não tá se lixando pra muita coisa, o diretor parece querer mais desmistificar a persona. A morte do pintor é digna de WHATEVER. E isso torna tudo mais fascinante, o realismo e naturalismo pra mim tem mais beleza que o artificialismo que predomina em outros cinemas do mundo, vocês sabem…

Um Van Gogh um tanto diferente do interpretado pelo Kirk Douglas no filme  do Vincente Minnelli, tão ótimo quanto este.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em cinema

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s