Uma sombra em nossas vidas [Le Couteau dans la plaie] França,1962.

86065_gal

Cool!!! Desde os créditos iniciais com a fotografia em p&b de Henri Alekan [dos irretocáveis Asas do Desejo e A princesa e o plebeu], a câmera perseguindo a personagem do Anthony Perkins por uma Paris chuvosa e um jazzinho do Mikis Theodorakis de plano de fundo. De repente, dentro de um pub, Sophia Loren dança um twist radiante… Finalmente me apaixonei pela atriz. Já assisti a vários filmes com a mesma, mas sempre ou ela era a típica matronna italiana ou apennas embelezava o filme como parzinho de um certo mocinho. Aqui, ela está jovem e belíssima num super thriller psicológico dirigido por Anatole Litvak, um discípulo digno de Hitchcock.  Loren interpreta uma jovem casada com um vigarista que já cansou [tadinha…] e que é envolvida num jogo sinistro do mesmo. Tensão do início ao fim e no final você se sente na pele de sua personagem. Um super noir, fotografia espetacular e os closes da Loren são fantásticos [estou chegando à conclusão de que vale a pena qualquer coisa que tenha direção de fotografia do Alekan]. Uma verdadeira diva e dama do cinema, como não existe mais por aí.

O filme é todo globalizadinho, na época nem existia o termo. Loren é italiana, Perkins americano, o diretor ucraniano, a produção francesa e o filme é estranhamente falado em inglês.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em cinema

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s