Casa Vazia [Bin-jip] Coréia do Sul, 2004.

barbara-2

Trama mirabolante do Kim Ki-Duk. Curti tanto o chocante Pietá que fui atrás de outros títulos do diretor.

Aqui, uma espécie de panfleteiro sai habitando casas temporariamente vazias, invadindo intimidades, até adentrar uma casa onde encontra uma modelo que sofre violência doméstica. Os dois se apaixonam e fogem invadindo casas até serem descobertos pela polícia. O desfecho é surpreendente.

E me surpreende a fixação do diretor por religiões, aqui a budista.

Premiado em Veneza.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em cinema

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s