A Samaritana [Samaria] Coréia do Sul, 2004.

barbarahoss


E logo a seguir tive minha primeira decepção com o Kim Ki-duk. Não é um filme ruim, é até forte como os outros títulos do diretor. O que me irritou foi uma certa ingenuidade e até infantilismo do roteiro [do próprio diretor] e as atuações sofríveis das duas atrizes adolescentes.  Mais uma vez o diretor traz referências religiosas pra trama, o mito hindu da Vasumitra e a estória bíblica do Bom Samaritano. Duas amiguinhas trabalham com prostituição, uma é a cafetina e a outra é a prostituta. A segunda se suicida na primeira parte do filme quando é descoberta pela polícia. A primeira, filha de um policial, fica tão chateada que resolve ir atrás de todos os caras que a segunda transou a fim de devolver todo o dinheiro arrecadado
. A boa samaritana transa com os caras de graça e ainda devolve seus dinheiros, sacou?

O diretor foi premiado em Berlim.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em cinema

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s