Top Melhores Clipes de 2012.

1. M.I.A. – Bad Girls. Dirigido por: Romain Gavras.

Pedantismo despojado, do jeito que eu curto! E você pode fazer tantas leituras.

2. Lana Del Rey – Blue Jeans. Dirigido por: Yoann Lemoine.

Tantos clipes lindos da gatan, mas este é uma obra-prima.

3. Sigur Ros – Leaning towards solace. Dirigido por:  Floria Sigismondi.

Elle Fanning divando lindamente!

4. Spiritualized – Hey Jane. Dirigido por: AG Rojas.

Isto é mais que um clipe, pô! Pra vida!

5. Diplo feat. Lazerdisk Party Sex – Set it off. Dirigido por: Ryan Staake.

O pole dance intergalático genial.

6. Grimes – Oblivion. Dirigido por:  Emily Kai Bock.

Se passando na caretice.

7. Odd Future – Oldie. Dirigido por: Lance Bangs.

Chama as colegage pro studio e improvisa tutty! Genial!

8. Antony & The Johnsons – Cut the world. Dirigido por: Nabil Elderkin.

Todas se corta mesmo.

9. Beach House – Lazuli. Dirigido por: Allen Cordell.

A passassão do anno mesmo mesmo mesmo!

10. Flying Lotus – Putty Boy Strut. Dirigido por: Cyriak Harris.

Maquininha gulosa. É assim que funciona a coisa toda.

11. Mykke Blanco – Wavvy. Dirigido por: Francesco Carrozzini.

As travesti ahaza!

12. Grimes – Genesis. Dirigido por: Claire Boucher.

A turminha do anno.

13. Scuba – The Hope. Dirigido por: VASH.

Me passo no elefante!

14. Fiona Apple – Every Single Night. Dirigido por: Joseph Cahill.

É mais que a peruca de lula.hahaha

15. Animal Collective – Today’s Supernatural. Dirigido por: Danny Perez.

O bugre montado do anno.

16. Julia Holter – Moni Mon Amie. Dirigido por: Yelena Zhelezov.

O clipe indie forçoso mais lindo.

17. Big Bang – Fantastic Baby. Dirigido por: Seo Hyung Seung.

O K-Pop dando aula para os americanos e ingleses.

18. Black Dice – Rodriguez. Dirigido por: Black Dice.

A colagem do anno.

19. Lana Del Rey – National Anthem. Dirigido por: Anthony Mandler.

Ahazol nos obamismos e kennedysmos, instagram e talz.

20. The Shoes – Time to dance. Dirigido por: Daniel Wolfe.

Jake Gyllenhaal piscopatando lindamente.

21. Soko – We might be dead by tomorrow. Dirigido por: Soko.

Amor de lésbica indie. Assim que se faz!

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s