Killer Joe. EUA, 2012.

angels-share-ken-loach

Um filme menor do William Friedkin [dos clássicos absolutos O exorcista e Operação França]. A trama envolve uma família loser querendo se livrar da mãe para dividir a herança, sendo que sai tudo errado. Emile Hirsch está erradíssimo como o filho que planeja tudo [atuação perdidinha]. Já Matthew McConaughey está ABSURDAMENTE PERFEITO como o matador de aluguel Killer Joe, contratado pela família para matar a mãe. É também sua atuação mais sexy de tão durona. O eterno cara de bobão sexy, Thomas Hayden Church, interpreta o pai. Mas além do McConaughey, quem se destacam são as mulheres: Gina Gershon como a periguetti madrasta [o que é cena de sexo oral bizarrinha? – merece uma indicação ao Oscar de atriz coadjuvante POR FAVOR] e a desconjuntada Juno Temple manda bem de lolita dazlost Dottie. Aliás, acho o filme meio que uma continuação de O Exorcista. As mulheres estão muito possuídas, impiedosas, ainda que a Dottie seja aparentemente um anjo. O filme começa perdidão, mas a coisa vai ficando tão sexualmente violenta e o final é muito PUTA QUE PARIU!!! Valeu muito!

E este é o ano do McConaughey. Só fez filme foda desde O Poder e a Lei: Bernie, Magic Mike e este [sua melhor atuação no cinema evaaaah].

E falando no ator, corri pro banheiro mesmo mesmo mesmo após o filme.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em cinema

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s