A dama das camélias [Camille] EUA, 1936.

Greta Garbo agora de heroína de Alexandre Dumas. Mais uma vez transgressora, uma mariconna prostituta que se apaixona por mais um novilho. Vive de glamour mas joga tudo para o alto pelo peguettinho. Sabe que vai ser foder mas É O AMOOOOOR… Mas eu faria o mesmo pelo Robert Taylor [meu primeiro filme com o ator ternura], interpretando um jovem promissor que também abre  mão de seu futuro pela bitchconna. Aqui ela tem um melhor amigo gay assumidérrimo.hahaha

Foi o filme comercialmente mais bem sucedido da diva e uma de suas melhores performances segundo a crítica e ela mesma [ela foi indicada ao Oscar].  E o filme é um belo tratado sobre a burguesia decadente e cafonna [o figurino é muito bizarro]. Dirigido por George Cukor, dos clássicos My Fair Lady e Núpcias de um escândalo.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em cinema

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s