A grande ilusão [The great illusion] França, 1937.

Um clássico irretocável de Jean Renoir [do também clássico A regra do jogo], tido como um dos filmes obrigatórios de temática entreguerras [e relançado recentemente em dvd]. O filme retrata o cotidiano de soldados franceses capturados pelos alemães. Aparentemente simplório e GENIAL, e o tom é ao mesmo tempo seco [cinema francês, neah?] e EMOCIONANTE.

Impossível não sacar da influência da caracterização do Capitão  Von Rauffenstein [interpretado por Erich Von Stroheim – de Crepúsculo dos deuses –  com magnitude] nos vilões de vários 007s e até o vilão da série Austin Powers.  Detaque ainda à pequena participação de Dita Parlo [diva do cinema mudo alemão que inspirou Madonna no livro Sex e o nome artístico de Dita Von Teese]  e ao muso do diretor Jean Gabin como o líder dos prisioneiros fujões.

A grande ilusão foi o primeiro filme estrangeiro a ser indicado ao Oscar de melhor filme e foi premiado em Veneza como melhor filme. Está na lista de 10 melhores filmes da vida de Orson Welles, David Lean e Woody Allen, pra que melhor?

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em cinema, Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s