Um método perigoso [A dangerous method] Inglaterra, 2011.

Filme mais quadradinho da carreira do David Cronenberg. Fiquei muuuuuuuuuuito chatiado. O grotesco e a violência aparecem só de levinho. Aim, um tapinha num dói, num tem?

E sorry para as seguidoras da Freud, eu acho psicanálise uma viagem muito chatinha [e nonsense, sometimes]… Assim, o roteiro não me convenceu na linha psicanálise para iniciantes. E o roteiro é ruimzinho mesmo, a personagem do Vincent Cassel, por exemplo, entra e sai sem muitas explicações. Me deu peninha da Keira Knightley se esforçando [nas caretas] no papel da louquinha da Sabina Spielrein. O Cronenberg não deu um toquezinho nos mugangos da gatan não? O Michael Fassbender e o Viggo Mortensen estão apenas ok. E ainda que as locações na Suíça sejam masters faltou uma fotografia mais impactante. O melhor fica mesmo para o figurino, especialmente os vestidos da esposa do Fassbender [interpretada pela bela Sarah Gadon].

Esquecível.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em cinema

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s