Amargo regresso [Coming home] EUA, 1978.

Um belíssimo panfleto anti-guerra. Um filme que transcende contracultura, tido como ‘a obra-prima’ do Hal Ashby, diretor da Nova Hollywood considerado fera da edição e maconheiro fino. No elenco, a diva da contracultura, Jane Fonda, em momentos de extrema beleza [apesar do picumã bizarro e do casaquinho florido] e super interpretação. Alguém já viu uma mulher gozar mais lindo no cinema como a gata massa em uma cena deste filme? Ela interpreta a namorada de um militar [o sumido Bruce Dern] que sai em missão para o Vietnã e não tendo muito o que fazer vai fazer a voluntária no hospital do exército, cheio de militares deficientes físicos,  malucos etc. Lá, ela se apaixonará por um deficiente gato e engajado interpretado pelo Jon Voight [sim, o pai da Jolie]. Não imaginem um filme xororô qualquer… O tom do filme é documental, tudo muito “verdade” e a fotografia é linda. Poesia!

Impressionante a trilha do filme recheada de hits da época, tudo ali no fundo o tempo inteiro e não incomoda…

Fonda e Voight levaram o Oscar de melhor ator/atriz e o filme ainda faturou o prêmio de melhor roteiro original. Merecidamente!

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em cinema, Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s