O homem que matou o facínora [The man who shot Liberty Valance] EUA, 1962.

Cara, que filmão!!! Que direção a do John Ford [de Vinhas da Ira]! Que fotografia! Que James Stewart!!! Que texto!!!

E a modinha de filmes que retratam a decadência do macho americano e o John Wayne já encarna o mesmo nesta obra-prima. Saquei que a personagem do Russell Crowe em L.A. Confidential tem o mesmo papel que o Wayne neste filme. O machão bom de tiro [ou de pohada] que faz-tudo para manter a “ordem”. No final, eles são esquecidos ou nem mesmo são citados pela história “oficiosa”.

A personagem do Stewart interpreta um advogado que chega numa cidadezinha sem lei, onde tudo é resolvido na base do tiro. Lá ele terá que enfrentar um bandido chamado Liberty Valance, que apronta as suas a mando de políticos contrários aos ideias da democracia. Sim, este filme é mais político que western em si. E que irônico o nome do vilão ser Liberty!?

Super curti a Vera Miles que faz o triângulo amoroso com o Stewart e o Wayne. No tom certo.

*

Alguém comentou no Rotten Tomatoes: “The best film about bullying ever made.” – Morri!

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em cinema

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s