A caverna dos sonhos esquecidos [Cave of Forgotten Dreams] 2011.

Muito respeitável o diretor Werner Herzog fazer um documentário sobre as pinturas rupestres da Caverna de Chauvet. Nenhum diretor consegue tratar a dualidade natureza vs homem como ele. Mas o diretor já ouviu falar da Serra da Capivara? Têm momentos que você fica pensando que o diretor anda meio desinformado. Tudo bem que as pinturas rupestres de Chauvet são registros impressionantes e encontram-se quase que soterradas. E filmar tudo aquilo em 3D tornou o filme de uma importância tamanha, já que muitas vezes as curvas das rochas impossibilitam a visão correta dos desenhos. Uma pena que o diretor tenha optado por um formato de documentário bem tradicional. Faltou uma ponta de emoção de O homem urso e da ousadia de Meu melhor inimigo. No mais, o filme vale pelo registro histórico das figuras da caverna, pelas imagens em 3D que impressionam mais que o habitual e pela mensagem de que nós humanos não sabemos de porra alguma. A gente só tenta… Foi uma tentativa sincera, Herzog.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em cinema

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s