Imensidão azul [Le grand bleu] França, 1988.

Para começar, eu nunca tinha ouvido falar deste filme até me deparar [semana passada] com a notícia sobre a morte do golfinho que fazia pontinhas nele. Vi a Rosanna Arquette e o Jean Reno no elenco, baixei… e foi uma bela surpresa! O filme tá longe da temática Flipper, ok? A trama gira em torno de um rapaz grego que perde os pais ainda criança e então cria uma estranha relação com o mar e golfinhos. Uma ótima lição de desapego. Em nossas vidinhas medíocres o tempo inteiro procurando se apegar a coisas que não vão nos levar a lugar algum, tipo aparelhos eletrônicos, divas do pop etc. Viver é mais! Final emocionante, vide a cena do aquário surreal. Inesquecível.

O filme é para lá de globalizado, com locações na Riviera Francesa, Sicília, Nova Iorque etc. E devido à tamanha globalização optaram pela língua inglesa [provoca um certo estranhamento garotinhos na Grécia falando inglês, hein?]. Destaque aos três protagonistas: o gatíssimo Jean-Marc Barr como o tal mergulhador grego outsider [lindo e beija divinamente bem], Jean Reno ainda jovem [S2. nariz de minha vida] interpretando um mergulhador muito metido a besta e a sempre cativante Rosanna Arquette como parzinho romântico do Barr [adoro as coreografias da moça nas cenas de sexo, caricatíssima, já assisti até filme do Van Damme por causa dela].

O filme só tem quatro probleminhas: a intro p&b tendo como locação aquele marzão lindo da Grécia dá no prejú; na primeira hora do filme a gente encara o mesmo apenas como uma brincadeira do Luc Besson de tão nonsense;  são quase 3 horas de filme [uffie]; e a trilha é muito Cine Privê. Mas assistam sem medo, é uma experiência única. As cenas no fundo do mar são épicas!

*

Curiosidades do Imdb: livremente inspirado na vida de dois mergulhadores europeus; foi a maior bilheteria francesa dos anos 80, passando mais de um ano em cartaz na França.

Anúncios

2 Comentários

Arquivado em cinema

2 Respostas para “Imensidão azul [Le grand bleu] França, 1988.

  1. Liipe

    Assisti o filme na escola. No começo, achei que ia ser uma porcaria, principalmente por ser um filme tao antigo, mas depois comecei a realmente gostar do filme. O final é muito triste e fiquei com muita pena da Rosanna (esqueci o nome dela no filme). Mas super recomendo, muito bom mesmo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s