A garota ideal [Lars and the real girl] EUA, 2007.

O argumento deste filme é genial e ainda assim demorei a conferir, mesmo tendo o Ryan Gosling no elenco… É o seguinte, rapaz  problemático assume seu namoro com uma sexy doll [antigamente era mais conhecida como boneca inflável]. The queerest of the queers!

Ryan Gosling interpreta o tal transgressor, provando o porquê de ser um dos melhores atores de sua geração. E o elenco de apoio é sensacional, tem o Paul Schneider como irmão do Lars, a excelente Emily Mortimer como a cunhada superprotetora,  Kelli Garner  como a paquera do trabalho [o momento “nevou” é das coisas mais emocionantes que eu vi recentemente] e a sempre eficiente Patricia Clarkson como a médica sensata.

É emocionante vê um queer fazendo os habitantes da cidadezinha caretinha onde se passa a trama reverem seus conceitos. Um filme master sensível que sim, PARTIU MEU CORAÇÃO. Destaque à trilha sonora meio indie instrumental, lembrando coisas do Badly Drawn Boy.

O diretor Craig Gillespie é o responsável pelo remake recente de A hora do Espanto.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em cinema

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s