Hairspray. EUA, 1988.

John Waters é mesmo o grande defensor da diversidade no cinema. Aqui o diretor faz uma sátira da sociedade americana na época de integração dos negros nos anos 60. Um programa de TV de dancinhas para jovens, elege a gordinha mais fofa desta vida, a Tracy Turnblad [interpretada lindamente pela Ricki Lake], como sua estrela. E a gordinha branquela tem suas inspirações nada menos que na cultura black. Daí, já sentimos os agitos que virão. Os musicais são lindos, a seleção de músicas é esperta, o figurino 60s é delicioso. Ricki Lake arrasou corações pré-Beth Ditto e Waters também fez história pré-Glee.

Não é o meu filme preferido do Waters, eu estou com Cry-Baby até hoje no meu inconsciente. Mas o inusitado também povoa esta película. O que é o próprio diretor fazendo o papel de psiquiatra hipnotizador que quer curar a melhor amiga da Lake que se apaixonou por um negro? Outros destaques: a diva drag do diretor, a Divine, interpretando duas personagens – uma dona de casa alienada e um diretor de programa racista; a Debbie Harry e suas perucas iradas fazendo a dondoca racista em momento ‘atriz’; o Josh Charles fazendo o dançarino taradinho em sua estréia no cinema; o Michael St Gerard fazendo um dublê de Elvis como sempre [ele hoje é pastor na vida real]; e a Mink Stole, também diva do diretor,  toda do bem?

Minha crítica fica só por conta das personagens serem bastante rasas. Mas eu sou uma chata e quero exigir muito do Tio Waters…  Vamos nos divertir, hein? Agora, quero assistir ao remake com o John Travolta fazendo a Divine.

E viva o politicamente incorreto!

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em cinema

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s