A princesa e o plebeu [Roman Holiday] EUA, 1953.

Gentem, que gracinha de filme! A Audrey Hepburn tá linda de princesa da Inglaterra que cansada de sua vida cheia de compromissos tolos dá uma escapadela de seus afazeres e se joga em Roma. E vai rolar um affair logo com um jornalista americano que tem a missão de entrevistar ela mesma. E o plebeu é nada menos que o charmosérrimo do Gregory Peck. A trama pode parecer boba mas o tom do filme é bem de crônica jornalística. É como ler uma historinha apaixonante em jornal das antigas. Não existe mais espaço pra este tipo de coisa nos jornais de hoje, hein? Tá, eu sei que eu sou romântico… Mas o filme não é tão água com açúcar assim…

E que fotografia apaixonante… Também com as locações em Roma, dá a sensação de fazer um sightseeing… E os closes da Audrey? Uma fofa, e que voz sexy! Este é seu primeiro filme como protagonista e ainda foi agraciada com o Oscar de melhor atriz. E o final é lindooooooo, me segurei pra não chorar mesmo mesmo mesmo! E o William Wyler já pode entrar pra lista dos meus diretores preferidos. Nenhuma decepção até agora… Destaque ao clima noir enquanto a princesa está no castelo e uma pitada de neorealismo italiano nas externas Roma afora.

Ainda levou Oscar de melhor roteiro e figurino.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em cinema

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s