127 horas [127 hours] EUA e Inglaterra, 2010.

Plot inspirado em fatos reais: um alpinista em ação sofre um acidente e fica 127 horas com o braço preso numa pedra. A gente imagina uma chatice, neah? Mas o Danny Boyle fez um filme ágil, espertinho e bonito de se vê [fotografia primorosa – também, as locações…]. Claro, tirando alguns acontecimentos próximos do final pra lá de agoniantes. Adorável masoquismo… Um turbilhão de emoções. Só não gostei da forma de como o tal alpinista foi retratado no início e final do filme. Geralmente pessoas que vivem nesta vibe natureza são bem mais respeitosas com a mesma. E mesmo com o final do filme, parece que o carinha ainda age como ‘homem superior à natureza’. Achei o erro! Mesmo com toda a mensagem de ‘não se brinca com a Grande Mãe’.
E sim, o James Franco é um dos pontos altos do filme. Lindo de levar pra casa… Outro destaque também é a edição de imagens durante a intro, final e até no decorrer do filme. E achei ótimo o Boyle sair da linha do previsível Quem quer ser um milionário e se aproximar de um filme mais digno de sua filmografia, como A Praia. Também já quero a trilha sonora!

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em cinema, Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s